20.4.14

Dimanche | "Se me Ainda Amas, por Amor não Ames" | (o que me apeteceu dizer ao André Godinho)





Já sobre a fronte vã se me acinzenta
O cabelo do jovem que perdi.
Meus olhos brilham menos.
Já não tem jus a beijos minha boca.
Se me ainda amas, por amor não ames:
Traíras-me comigo. 

17.4.14

é só (e mais nada te tenho a dizer) | gosto do acto de te comtemplar

“(…) Exercitaremos os pés por entre as imagens
e as mãos sobre a escrita.”

   Maria Gabriela Llansol, O Senhor de Herbais, p. 37.