19.12.07

«Querido mudei a casa»



Trienal Arquitectura Lisboa
vazios urbanos, urban voids
(Querido mudei a casa...)
Cordoaria Nacional, Exposição Promotores, Polo II - Junho 07

5.12.07

Domingo à Tarde

voyeur project viewAgosto 07




















http://www.voyeurprojectview.org/anavidigaldomingoatarde.htm.com/guide/country=PT&place=regional:Lisbon#Lisbon

ArteLisboa

ArteLisboa 07 - Novembro 07
VOID
Poder-se-à reconstruir a ausência? Pego na fotografia. Nem preciso de a virar para saber que foi tirada no verão. Mas o movimento é quase instintivo. A letra da minha mãe no canto superior esquerdo confirma. Julho de 1967. Volto-a novamente. Estou de joelhos. “É do tempo da guerra”. É sempre isso que penso das imagens dos anos de 67 a 69. Estou no meu quarto. A fotografia estava dentro de uma carta enviada para Capitão Miliciano Egas Vidigal Vieira, S.P.M 4258. Do remetente consta o nome da minha mãe, a morada inclui no fim a palavra Metrópole.
Ana Vidigal




As paredes do quarto tem uma cor fortíssima. Reconheço na mesa-de-cabeceira as nossas fotografias. A minha está tapada pela da minha avó. Estranhamente não vejo nenhuma da minha mãe. Debaixo da cama uma caixa pequena e rectangular. Tem uma tampa com bolas. Ao lado, uma caixa de bolachas em folha, da marca Elba. Tenho hoje comigo essas caixas. Dentro delas dezenas de cartas e desenhos enviados por nós para a Guiné. É o que resta desse tempo, desse quarto, da “nossa” guerra colonial. Penso nisso hoje, deitada em cima da minha cama. Olho para o tecto. Com estranheza constato que tem a cor daquelas paredes da Guiné
Ana Vidigal